Temos ouvido falar muito em alimentos orgânicos e alimentos biológicos, no entanto tem havido alguma confusão em torno desta temática. Será que alimentos orgânicos e alimentos biológicos são os mesmos alimentos ou não? Eis a questão :)

Alimentos Orgânicos são aqueles cuja produção não utiliza quimicos nem para matar pragas normais e naturais nas colheitas, nem para fazer crescer e melhorar o aspecto do alimento, não são utilizadas sementes geneticamente modificadas e o seu sistema de cultivo  respeita as leis da natureza, procurando preservar os recursos naturais.

Os alimentos biológicos tem exactamente a mesma definição, não são utilizados quimicos na sua produção. Então porquê dois nomes para os mesmos produtos? Na verdade, o termo correcto em Português é “alimento de produção biológica” mas o que entrou na linguagem corrente foi “alimento biológico“, o termo “orgânico” pode ter surgido por importação do termo brasileiro ou por uma tradução mal feita do inglês.

Ainda existem algumas desconfianças e dúvidas acerca dos alimentos biológicos, muito válidas há alguns anos atrás, quando se iniciou aqui em Portugal  este tipo de produção, mas agora a produção biológica é certificada,rege-se  por leis Europeias especificas e é sujeita a inspeções periódicas.

Os alimentos biológicos, actualmente, já se encontram muito mais acessíveis, já existem vários estabelecimentos próprios, dedicados exclusivamente à venda de alimentos biológicos e que estão espalhados pelas cidades, mas também as grandes superfícies, que apesar de ainda não disponibilizarem todos os tipos de alimentos biológicos que podem fazer parte de uma comida saudável, já disponibilizam muitos.

Há quem defenda que comer produtos de produção biológica dá saúde. Eu pessoalmente acredito que sim :) Além do sabor destes alimentos ser significativamente melhor, acredito que estão cheios de vitaminas e minerais que desapareceram dos alimentos de hoje em dia, fruto das produções forçadas, fora de tempo, cheias de quimicos e hormonas que infelizmente são regra.

Felizmente a mentalidade humana está a mudar e a percepção de que a saúde é o primeiro pilar da qualidade de vida é cada vez mais evidente. Por isso, as questões da alimentação, e da sustentação do meio ambiente  já são de grande importância e atenção em países Europeus influenciadores, como a Alemanha e a França, e no resto do mundo como o Brasil e outros .