No Oriente a prática da massagem é um hábito muito comum, ao contrário do mundo Ocidental onde a massagem ainda é considerada um luxo. As massagens chinesas são várias e variadas consoante o que o paciente necessita mais para a sua saúde e bem-estar.

Felizmente e na tentativa de abraçar o espírito Oriental e estimular a prática ancestral da massagem, surgiu um espaço em Lisboa, o SPAsia, que oferece mais de dez tipos de massagens e todo um espaço envolvente muito agradável que apela ao relaxamento e onde pode também usufruir de aulas de ioga.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, é no inverno que devemos armazenar e reter mais energia, e o SPAsia tem uma massagem especifica para esse efeito, aliás na China, é comum fazerem-na no primeiro dia de inverno. Esta massagem chama-se “massagem de armazenamento no inverno“, exige 90 minutos do seu tempo, o que é pedir muito pouco em relação aos benefícios que nos proporciona, é exclusiva em Portugal e o SPAsia lançou-a no inicio deste ano.

A massagem de armazenamento no inverno, pode ser feita sozinha ou acompanhada, está dividida em três fases muito relaxantes, a primeira é um banho aos pés com ervas medicinais tibetanas, a segunda é uma massagem de reflexologia tradicional Chinesa e por fim uma massagem com pedras quentes no meridiano Du Mai que é o meridiano que cruza todos os meridianos yang do corpo e que está ligado ao fogo e ao calor. Desta forma, são tonificados todos os órgãos e sistemas que precisam ser protegidos contra o frio.

Que outros benefícios podemos retirar desta fantástica massagem? Além de um aumento evidente na calma e satisfação com que enfrenta o dia a dia, verifica-se um aumento da energia sexual, um alivio de dores corporais, contracturas, constipações, aumento o fluxo circulatório, e um aumento da sua energia em geral.