psoríase.pngA psoríase é uma doença de pele, hereditariamente transmissível pelos genes do psoriático. É uma doença incurável, e não contagiosa nem por transfusão sanguínea. A palavra psoríase vem do grego e significa erupção sarnenta. É uma doença crónica, hiperproliferativa da pele, de etiologia desconhecida, mostrando uma grande variedade na distribuição e no grau de gravidade das lesões cutâneas. (Fonte: Wikipédia)

Qualquer pessoa pode sofrer ou vir a sofrer de psoríase, esta manifesta-se tanto em homens como em mulheres em qualquer idade. É mais frequente em indivíduos de raça branca, sendo rara em negros, índios, asiáticos e inexistente em esquimós.

Temos diferentes tipos de psoríase: em placas, invertida, em gotas, palmoplantar, pustulosa, eritrodemia e a psoríase artropática.

Como a psoríase afecta um órgão externo e visível, a pele, o paciente não sofre apenas fisicamente mas também e muito psicologicamente, são os olhares interrogativos, de medo, o bzbzbzbz ao ouvido do colega a distância que naturalmente se cria quando não fazemos ideia do que padece alguém que muitas vezes apresenta um aspecto….estranho e talvez pouco saudável. Existem muitas mais pessoas com esta doença do que imaginamos, logo vamos ter cuidado com as nossas reacções perante alguém que apresente um problema de pele. Antes do “chega para lá” vejamos se aquele problema oferece algum risco à saúde pública e se realmente não oferece, que tal um pouco de carinho e apreciação? Imaginem o que esse ser humano já não passou e passa só de olhar para o espelho, ok? :)

Mas, não nos podemos esquecer que há solução para tudo ou quase tudo 😉 , existem tratamentos cujos resultados variam muito de indivíduo para indivíduo, no entanto e apesar de sabermos que esta é uma doença para toda a vida, podemos controlá-la e reduzir drasticamente a sua manifestação.

Assim, em primeiro lugar devemos evitar o stress, álcool, tabaco, alguns analgésicos e anti inflamatórios . Em segundo, apanhar sol com moderação ,(faz bem ao corpo e à alma :)) , posteriormente temos uma série de tratamentos, que variam de acordo com o tipo e gravidade da psoríase, e também com a bolsa do paciente (infelizmente só em raras excepções e de muita gravidade, é que existe comparticipação em alguns tratamentos como o uso de injecções), uso de pomadas e banhos sobre a pele, luz ultra-violeta, tratamento com medicamentos imunobiológicos, limpeza por peixes, climaterapia e por ultimo mas não menos importante o tratamento através da acupunctura.