alzheimerSabendo que a doença de Alzheimer, é a principal causa de demência, em pessoas com mais de 60 anos, em Portugal e no Brasil, a noticia, de que o exercício físico pode reverter o alzheimer, é sem dúvida uma “lufada” de esperança, para os nossos idosos, os seus familiares e todos nós :)

Um estudo publicado recentemente (fevereiro de 2013), foi realizado por investigadores espanhóis, e conclui, que algumas lesões cerebrais associadas ao Alzheimer, podem ser revertidas com a prática de exercício físico.

O Alzheimer é uma doença complexa e ainda com muitas questões por esclarecer. Desconhece-se se são uma causa ou consequência da doença, mas a verdade é que o Alzheimer está ligado a danos nos neurónios granulares do hipocampo, que é uma zona responsável pela aquisição de novas memórias.

Os investigadores do Conselho Superior de Investigações Cientificas (CSIC), declararam em comunicado de imprensa, que este estudo, realizado em ratinhos, demonstra que a combinação de exercício físico, a estimulação cognitiva e a interação social, podem reverter a deterioração destes neurónios retornando-os à sua estrutura inicial.

Durante a experiência, os ratos, depois de terem sido submetidos a uma prática mais intensa de exercício físico e interação com outros ratos, recuperaram a estrutura e conectividade dos seus neurónios granulares.

Maria Llorens Martin, do centro de Biologia Molecular(centro misto do CSIC e da Universidade Autónoma de Madrid) disse em comunicado, que este estudo demonstrou a “reversibilidade das alterações celulares associadas à doença de Alzheimer naqueles neurónios”.