pipocasEstudos recentes da Universidade de Scranton nos Estados Unidos da América,  mostram que as pipocas cozinhadas de forma correta, são uma fonte de benefícios para a saúde.

Na verdade, segundo os estudos, uma  porção de pipocas reúnem mais antioxidantes que  uma porção de frutas e legumes. O que faz da pipoca, um forte aliado no combate dos radicais livres , que tantos danos nos provocam, desde o envelhecimento precoce até ao cancro.

A pipoca é  baixa em calorias, e quando as confeccionamos devemos evitar colocar-lhes açúcar (substituir por exemplo por xilitol), sal, caramelo ou outras substâncias altamente calóricas e prejudiciais à saúde.

Para quem sofre de prisão intestinal, comer pipocas é um excelente remédio 😉 pois são ricas em fibras, que além de desempenharem um papel muito importante no funcionamento intestinal, também tornam a digestão mais lenta, dando a ideia de saciedade durante mais tempo.

É na parte da casca da pipoca, de cor acastanhada, que estão as doses generosas de fibra e polifenois, que ajudam a neutralizar as substâncias nocivas, os radicais livres, e protegem o organismo contra doenças cardíacas e outros problemas.

A parte de dentro da pipoca, de cor geralmente branca, contêm o amido resistente, outro amigo do organismo, pois favorece a proteção contra as células cancerosas, tendo já, sido associado à redução do risco de tumores nos orgãos.