O incenso pode fazer mal à saúde, parece brincadeira mas não é! Foi realizado um estudo aos gases emitidos por 5 marcas de incenso Indianas, e o resultado não foi de todo o esperado, o incenso tão usado para relaxar, chamar as boas vibrações e ambientar o lar, afinal faz mal à saúde.

A Pro-Teste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, simulou um ambiente parecido com o de uma sala e avaliou a emissão de  compostos orgânicos voláteis (poluentes COVs) e substancias passíveis de causar alergias,como o formal e o benzeno. Estas medições foram realizadas após 30 minutos  do inicio do acendimento do incenso.

Os resultados obtidos indicam, que se queimar um pau de incenso por dia, a pessoa inala a mesma quantidade de Benzeno, agente cancerígeno presente no tabaco, contida em três cigarros, e também que existe uma grande concentração de Formol que pode irritar as mucosas e fomentar alergias.

As substâncias existentes em muito do incenso da atualidade, em nada se assemelham às especiarias aromáticas com que os incensos de antigamente eram feitos. O incenso é originário do Antigo Egipto, efeito com as resinas de goma e resinas oleosas de árvores aromáticas. As formas e composição do incenso tem variado ao longo do tempo consoante o avanço da tecnologia, as diferentes culturas e razões para queimar incenso.

Os incensos apresentam diversos e diferentes aromas e a cada um se atribui uma “função” um “dom” :)

Limpeza: Alecrim, mirra, cânfora, alfazema, arruda, benjoim

Acalmar: Alecrim, jasmim, cânfora, cipreste

Energia: Canela, cravo, folhas de louro, almíscar

Espiritualidade: Benjoim, mirra, violeta, rosas

Amor: Rosas, amiscar, rosas, opíum, sândalo, cravo, canela, absinto

Atrair Dinheiro: Âmbar