Apesar de indicado em muitas situações, o Shiatsu, como quase tudo na vida, também tem contra-indicações:

  • Em mulheres grávidas.
  • Nos casos de osteoporose, doenças degenerativas musculares, e alguns casos de cancro
  • Não pressionar sobre edemas, inchaços, dores fortes, nevralgias ou sobre fracturas.
  • Não pressionar sobre varizes.
  • Não pressionar em crianças muito pequenas. Nestes casos deve ser usada uma escovinha de cabelo de bebés, ou então, aplicar outra técnica, como a Shantala ou o Tui-Na infantil.

No tratamento de um paciente com Shiatsu, não chega saber apenas os pontos localizados no corpo e pressioná-los. Existem técnicas de pressão onde a profundidade e o tempo que se pressiona podem fazer efeitos diferentes. Num diagnóstico de dor local, é necessário aprofundar e conhecer bem a Teoria dos 5 Movimentos, Teoria Yin e Yang e uma extensa anamnese no paciente, pois a simples dor pode revelar problemas de maior gravidade.

Importa ressalvar que o terapeuta labora directamente com meridianos (canais) que correspondem ao seu coração, fígado, rins, pulmões… Desta forma, é fundamental que o Terapeuta seja formado por instituições de renome e extrema qualidade.