ressonarO ressonar atinge mais pessoas do que se imagina e pode-se tornar  um problema muito sério na vida de uma família. Segundo as estatísticas, são os homens que lideram, com 40% a partir dos 30 anos, contra 30% de mulheres, a partir da menopausa. A verdade, é que só quem passa por dormir com quem ressona, noite após noite, ano após ano, é que sabe as consequências graves que daí podem advir.

Para podermos fazer uma ideia, um ronco varia entre os 60 e 100 decibéis e o falar de uma pessoa, anda à volta doa 30 decibéis. Não admira que a qualidade do sono seja  significativamente afetada, acabando por “contaminar” todas as áreas do quotidiano de uma pessoa, desde o rendimento no trabalho, até ao relacionamento emocional com o companheiro.

A principal causa para o ressonar é obstrutiva. Quando estamos a dormir os tecidos moles da boca e da faringe relaxam, diminuindo o espaço para a passagem de ar, fazendo com que este vibre ruidosamente. Em alguns dos casos a causa é uma má formação anatómica, a mais vulgar é o desvio do septo nasal, mas também pode ser devido ao tamanho excessivo das amígdalas, do palato ou  da úvula. Outra das causas é devido ao excesso de peso, medicamentos como indutores do sono e ansiolíticos, ou excesso de álcool.

Medidas Práticas Para Evitar o Ressonar

  • Tentar dormir de lado
  • Emagrecer se tiver peso a mais
  • Evitar beber pelo manos quatro horas antes de deitar
  • Evitar comprimidos para dormir
  • Usar os adesivos antirressono que facilitam a respiração

Se nenhuma destas medidas resultar, tem de se avançar para tratamentos mais interventivos. que consigam de facto resolver este problema.