manusear o pendulo.pngConforme já referi num artigo anterior, o pêndulo é um dos utensílios mais utilizados na Radiestasia, no entanto, existem alguns cuidados e regras que devemos ter em atenção, para assim optimizarmos a sua utilização. Gostaria de salientar que a Radiestasia aprende-se, e quanto mais a praticarmos melhores resultados obteremos.

1-O local escolhido deve ser calmo, onde se sinta confortável e que esteja disponível para os minutos da prática. Esta exigência, vai desaparecendo com a experiência.

2-Relaxe o mais possível, deixe-se conduzir para um estado meditativo.

3-Pegue no pêndulo e segure-o entre os dedos indicador e polegar, o comprimento do fio deve ser de 4 a 8 cm, mas não é muito importante, deve é ter a noção que quanto mais curto fio estiver, mais rápida será a resposta dada pelo pêndulo.

4-Manualmente provoque o movimento do “sim” rodando o pêndulo no sentido dos ponteiros do relógio, peça e espere que este continue a movimentar-se sem a sua intervenção. Faça este pedido em voz alta. Preste atenção à parte dianteira do movimento do pêndulo, ignorando a parte do “centro para si”. Se o pêndulo parar, repita o exercício do início. Quando o pêndulo se movimentar sozinho avance para o próximo passo.

5-Repetir todo o procedimento anterior (passo 4) agora para o “Não”, movimento contrário aos ponteiros o relógio.

6-Com o pêndulo a balançar sozinho no “Não”, peça para este voltar ao “sim” e a seguir para a “posição de pronto para ouvir a pergunta”

7-Agora, peça ao pêndulo para da posição “pronto para ouvir a pergunta” vá para o “Sim” e a seguir para o “Não”

8-Finalmente, peça ao pêndulo para que vá da posição “pronto para ouvir a pergunta” para o “Não” e a seguir para o “Sim”

Pratique estes passos em vários dias diferentes. Estes 8 passos são descritos como os básicos no manuseamento do pêndulo. Treine e não desista, pois a ajuda que obtemos com o pêndulo pode ser preciosa 🙂

9-Peça permissão ao pêndulo para a colocação da sua pergunta e observe o seu movimento se é de “Sim” ou de “Não” Faça esta pergunta em voz alta, utilizando palavras como “Posso, sei, devo?…”.

10-se o pêndulo lhe respondeu “Sim” no passo 9, então pode começar a fazer perguntas. Se respondeu “Não” temos de respeitar e voltar a repetir todo o procedimento numa outra altura.

Para obtermos os melhores resultados possíveis, devemos ser muito concretos, objectivos e simples nas perguntas que fazemos. Relaxe, siga sempre a sua intuição e tenha o coração cheio de amor para o seu bem e dos outros. Um outro conselho muito importante, não partilhe o seu pêndulo, estamos a trabalhar com energias e o seu pêndulo deve estar calibrado para a sua.