Adenosina.pngA ciência caminha na direcção de dar razão aos “antigos” , defensores e praticantes da acupuntura. Estes nada sabiam além da tradição, observação e, experiência, mas os resultados que obtiam na pratica da acupuntura dava-lhes a certeza que esta sabedoria tinha de ser partilhada e assim perpetuaram e aperfeiçoaram os ensinamentos da acupuntura até aos nossos dias.

Apesar de cada vez mais o Ocidente se render à Acupuntura, alguns países ainda têm as suas reservas, daí que uma notícia cientifica que justifica o tratamento da dor através da acupuntura vem ajudar em muito a rendição às praticas ancestrais já utilizadas pelos nossos antepassados.

Diversos estudos demonstraram que a aplicação de agulhas activa de uma forma efectiva e duradoura os tecidos corporais, libertando-se endomorfinas no sistema nervoso central, responsáveis por sensações tão agradáveis e calmantes.

As sessões de acupuntura são de aproximadamente 30 minutos e nelas aplicam-se agulhas, manipulam-se, estimulam-se com calor ou electricidade e como resultado diminuem a dor. No entanto, a libertação de endomorfinas por si só, não pode ser a única responsável pelo efeito analgésico conferido pelas sessões de acupuntura.

De facto, foi descoberta uma molécula que inibe a dor, trata-se da Adenosina, um derivado do ATP, foram realizadas inúmeras experiências e os resultados levaram à conclusão cientifica de que a inserção de agulhas utilizada acupuntura diminui em dois terços a dor 🙂